Arquetipos

Os arquetipos são padrões universais de comportamento, pensamento e sentimento que são presentes na cultura e na personalidade de cada indivíduo. Eles são considerados como elementos fundamentais da psique humana e são descritos pela teoria dos arquetipos de Carl Jung, um teórico da psicanálise.

Jung acreditava que os arquetipos são imagens e ideias que estão presentes no inconsciente coletivo, ou seja, no conjunto de conhecimentos e experiências compartilhados pelo conjunto da humanidade. Ele argumentava que esses padrões universais são transmitidos de geração em geração através da cultura e da história, e que cada indivíduo possui uma série de arquetipos que influenciam o seu comportamento, as suas crenças e as suas emoções.

Os arquetipos são frequentemente representados por personagens ou símbolos que aparecem em mitos, lendas, contos de fadas e outras formas de narrativa. Alguns exemplos de arquetipos comuns incluem o heroi, a mãe, o pai, o sábio, o inimigo e o trapaceiro. Cada arquétipo representa uma faceta da personalidade humana e pode ser ativado por eventos ou situações na vida do indivíduo.


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *